鹿島 アントラーズ 原理 主義。 鹿島アントラーズ原理主義

[B! ブログ] 鹿島アントラーズ原理主義

鹿島 アントラーズ 原理 主義

Clube tenta a contratação do veterano para ser o provável camisa 10 do Sapo no Estadual. O reforço em questão é Jorge Wagner, meia de 37 anos, que recentemente passou pelo Vitória e fez sucesso com as camisas de Corinthians, Internacional e São Paulo no Brasil. O acordo está em fase final de negociação, bem próximo de um desfecho. Ele chega ao Estádio Vail Chaves como o jogador mais conhecido entre todos os oficializados pelo Sapo por enquanto foram 14 contratados. O nome, porém, gerou discussões dentro do clube. Jorge Wagner chega respaldado pela diretoria, que fechou contrato até o fim do estadual, mas o técnico Toninho Cecílio ainda tinha outros nomes em mente para ocupar o setor tão importante. Jorge Wagner é a aposta do Mogi Mirim para usar a camisa 10 no Paulistão. Experiente é o que não falta ao jogador. Natural de Feira de Santana, ele começou a carreira em um dos maiores times do Brasil, o Bahia. Transferiu-se para o Cruzeiro, teve a primeira chance no futebol da Europa Lokomotiv, da Rússia e ganhou projeção com a camisa do Corinthians. O maior momento da carreira começou em 2005, quando, de volta ao Brasil, foi contratado pelo Internacional. Foi campeão gaúcho naquele ano e, no seguinte, venceu a Copa Libertadores da América. Passou rapidamente pelo Betis, da Espanha, e foi pinçado pelo São Paulo, onde se sagrou bicampeão brasileiro 2007 e 2008. Ficou no Morumbi até 2010. Nos últimos anos, Jorge Wagner não teve tanto destaque no Brasil. Fez sucesso com a camisa do Kashiwa Reysol, do Japão, por quem conquistou quatro títulos em três anos. Também jogou no Kashima Antlers. De volta ao país, atuou alguns meses pelo Botafogo e depois no Vitória. O time baiano conquistou o acesso à elite do Brasileirão, mas o meia foi completo coadjuvante, ao passar em branco nos 21 jogos que fez durante a campanha.

次の

[B!] ジョルジーニョ監督と小笠原主将

鹿島 アントラーズ 原理 主義

Clube tenta a contratação do veterano para ser o provável camisa 10 do Sapo no Estadual. O reforço em questão é Jorge Wagner, meia de 37 anos, que recentemente passou pelo Vitória e fez sucesso com as camisas de Corinthians, Internacional e São Paulo no Brasil. O acordo está em fase final de negociação, bem próximo de um desfecho. Ele chega ao Estádio Vail Chaves como o jogador mais conhecido entre todos os oficializados pelo Sapo por enquanto foram 14 contratados. O nome, porém, gerou discussões dentro do clube. Jorge Wagner chega respaldado pela diretoria, que fechou contrato até o fim do estadual, mas o técnico Toninho Cecílio ainda tinha outros nomes em mente para ocupar o setor tão importante. Jorge Wagner é a aposta do Mogi Mirim para usar a camisa 10 no Paulistão. Experiente é o que não falta ao jogador. Natural de Feira de Santana, ele começou a carreira em um dos maiores times do Brasil, o Bahia. Transferiu-se para o Cruzeiro, teve a primeira chance no futebol da Europa Lokomotiv, da Rússia e ganhou projeção com a camisa do Corinthians. O maior momento da carreira começou em 2005, quando, de volta ao Brasil, foi contratado pelo Internacional. Foi campeão gaúcho naquele ano e, no seguinte, venceu a Copa Libertadores da América. Passou rapidamente pelo Betis, da Espanha, e foi pinçado pelo São Paulo, onde se sagrou bicampeão brasileiro 2007 e 2008. Ficou no Morumbi até 2010. Nos últimos anos, Jorge Wagner não teve tanto destaque no Brasil. Fez sucesso com a camisa do Kashiwa Reysol, do Japão, por quem conquistou quatro títulos em três anos. Também jogou no Kashima Antlers. De volta ao país, atuou alguns meses pelo Botafogo e depois no Vitória. O time baiano conquistou o acesso à elite do Brasileirão, mas o meia foi completo coadjuvante, ao passar em branco nos 21 jogos que fez durante a campanha.

次の

[B!] ジョルジーニョ監督と小笠原主将

鹿島 アントラーズ 原理 主義

Clube tenta a contratação do veterano para ser o provável camisa 10 do Sapo no Estadual. O reforço em questão é Jorge Wagner, meia de 37 anos, que recentemente passou pelo Vitória e fez sucesso com as camisas de Corinthians, Internacional e São Paulo no Brasil. O acordo está em fase final de negociação, bem próximo de um desfecho. Ele chega ao Estádio Vail Chaves como o jogador mais conhecido entre todos os oficializados pelo Sapo por enquanto foram 14 contratados. O nome, porém, gerou discussões dentro do clube. Jorge Wagner chega respaldado pela diretoria, que fechou contrato até o fim do estadual, mas o técnico Toninho Cecílio ainda tinha outros nomes em mente para ocupar o setor tão importante. Jorge Wagner é a aposta do Mogi Mirim para usar a camisa 10 no Paulistão. Experiente é o que não falta ao jogador. Natural de Feira de Santana, ele começou a carreira em um dos maiores times do Brasil, o Bahia. Transferiu-se para o Cruzeiro, teve a primeira chance no futebol da Europa Lokomotiv, da Rússia e ganhou projeção com a camisa do Corinthians. O maior momento da carreira começou em 2005, quando, de volta ao Brasil, foi contratado pelo Internacional. Foi campeão gaúcho naquele ano e, no seguinte, venceu a Copa Libertadores da América. Passou rapidamente pelo Betis, da Espanha, e foi pinçado pelo São Paulo, onde se sagrou bicampeão brasileiro 2007 e 2008. Ficou no Morumbi até 2010. Nos últimos anos, Jorge Wagner não teve tanto destaque no Brasil. Fez sucesso com a camisa do Kashiwa Reysol, do Japão, por quem conquistou quatro títulos em três anos. Também jogou no Kashima Antlers. De volta ao país, atuou alguns meses pelo Botafogo e depois no Vitória. O time baiano conquistou o acesso à elite do Brasileirão, mas o meia foi completo coadjuvante, ao passar em branco nos 21 jogos que fez durante a campanha.

次の